Loading
América Latina

Existe saída do labirinto boliviano?

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez divulgou um video pelo Twitter no qual ela comunica a retirada de sua candidatura na eleição que ocorrerá no dia 18 de outubro. Sem chances reais de vencer, ela percebeu que sua candidatura só servia ao partido do cocaleiro Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS). que se beneficiaria dos votos divididos entre os vários candidatos que fizeram oposição ao socialistas.

Isso porque no sistema de eleitoral da Bolívia, a quantidade de votos que um partido recebe no primeiro turno das eleições define o peso da legenda na divisão das cadeiras no parlamento. Do jeito que as coisas estavam, o MAS poderia vir a controlar a maioria das duas casas legislativas. O que seria um erro estratégico na reconstrução do país recém-saído que saiu da ditatura bolivariana.

Segue o link da coluna da semana em que conto que o que está por vir no país vizinho.

 , , ,
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial