Loading
Estados Unidos

Trump quer reduzir a entrada de refugiados nos EUA

O governo dos Estados Unidos anunciou que em 2021 acolherá o máximo de 15.000 refugiados. Trata-se do menor número de admissões dos últimos tempos. Desde que assumiu o governo em 2017, Donald Trump tem promovido uma redução gradual do número de aprovações de processos de refúgio. Em seu primeiro ano de mandato, ele estabeleceu um teto de 50.000 refúgios. Teto. Neste ano, o máximo previsto eram 18.000 ingressos nos, mas apenas 10.800 foram acolhidos.

A medida adotada por Trump tende a acirrar as críticas dos democratas e, em tese, pode assustar o eleitorado latino, já que a maioria dos pedidos de asilo vem dos México, América Central e Venezuela, que vive a maior crise humanitária do hemisfério e lidera o ranking dos países de origem dos candidatos a refúgio nos EUA.

Segundo o Wall Street Journal, a fila de imigrantes que atualmente estão aguardando a aprovação de seu pedido de refúgio ultrapassa 120.000 pessoas. Há ainda aqueles que já estão em território americano aguardando uma definição de seu estado migratório.

O corte promovido por Trump, que precisa de aprovação do Congresso, é diametralmente oposto ao que o presidenciável Joe Biden tem prometido. O democrata assumiu o compromisso de elevar para 175.000 o número de ingressos de refugiados nos Estados Unidos.

A questão do teto de admissões surgiu como uma tentativa de inibir o abuso do sistema. O refúgio e o asilo são alguns dos institutos mais nobres, mas que em muitos casos é vilipendiado por se transformar em atalho migratório. Muitos que chegam ilegalmente nos Estados Unidos pela fronteira mexicana são orientados pelos bandos de tráfico de pessoas a requerer asilo como forma de obter o direito de viver legalmente na América.

Um caso dramático é o dos venezuelanos. Enquanto os mais pobres fugiram a pé para o Brasil, Colômbia, Peru, Panamá e até o Chile, aqueles que conseguiram deixar o país por via aérea conseguiram alcançar destinos como a Espanha e os Estados Unidos. Em 2018, havia mais de 30.000 venezuelanos esperando pelo asilo, segundo o serviço de imigração americano.

Embora o regime de Maduro seja uma máquina de moer opositores, muitos do peticionários não são vítimas políticas, mas tentam se livrar da pobreza colossal que o Socialismo do Século XXI instaurou na Venezuela. Estima-se que pelo menos metade dos venezuelanos que aguardam por refúgio ou asilo terão seus pedidos negados por não atender os requisitos.

A explosão de casos saturou o sistema e acabou por complicar a vida de quem realmente precisa de pedir proteção aos Estados Unidos.

 , , , , ,
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial