Loading
Estados Unidos

Salmão do Alasca made in China. Os americanos mordem essa isca

Na seção de pescados dos supermercados americanos são vendidos salmões do Alasca made in China. Seriam salmões falsificados? Não. Os pescados são realmente obtidos em águas americanas. O insólito é que eles são exportados para Ásia para serem processados e embalados. Depois são importados e vendidos assim, como se vê na foto acima – feita ontem à noite em um supermercado da capital americana.

Há pelo menos trinta anos, as indústrias pesqueiras americanas desmontaram suas unidades de beneficiamento na costa dos Estados Unidos, venderam os terrenos para o surgimento de hotéis ou condomínios e passaram a enviam os peixes para China, onde o custo da mão de obra era até dez vezes mais baixo. Diferença que justifica os custos logísticos da operação.

Não só o salmão do Alasca passa por esse processo, como também o bacalhau e outras espécies como camarão e a lula coletados em outras partes da costa leste dos Estados Unidos. O negócio era perfeito e praticamente imperceptível do público em geral até o governo passou a exigir a rotulagem de procedência e a aplicação de tarifas passou a incidir sobre o peixe americano que era importado da China.

O curioso caso da indústria de pesca dos Estados Unidos é um exemplo perfeito para ilustrar como a América mordeu um anzol do qual está sendo difícil de se desvencilhar. A transferência de linhas de produção para China não só extinguiu empregos dos americanos em detrimento do financiamento do aparato chinês construído sobre empregos de baixíssima qualidade e muitas vezes análogos à escravidão.

Embora a China não seja mais tão barata como até uma década atrás, o país é altamente competitivo quando comparado com o custo da mão de obra dos Estados Unidos. A alta dos salários na China tem sido vista como uma janela de oportunidade para tentar convencer as empresas americanas a se instalar em outras partes do mundo, como forma de conter o crescimento do poder chinês.

 , , ,
Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial